Professor – invista nas cores no material escolar

material escolar

Estamos quase em 2020. Não obstante, muitos dos materiais escolares ainda utilizam-se basicamente de fotocópias e lições monocromáticas para ensinar a maioria das disciplinas.

Estamos hoje quase 50 anos distantes da Era do “Mimeógrafo“, porém insistimos em privar os nossos alunos das cores.

Muitos irão dizer que as cores ali devem estar para que tornem a “aprendizagem divertida". Embora isto seja um bónus ao usar mais cores, não é o benefício principal desta prática.

Então, porquê devemos rogar aos professores que as usem mais?

Facilidade de associação

Ao associar cores a conceitos, o professor facilita a compreensão e a assimilação. Para além de criar um ambiente mais descontraído, as cores trazem em si significados que vêm a complementar tópicos e temas abordados na educação.

Cores vermelhas podem ser associadas a avisos, assim como as verdes ou azuis ao que é permitido. Com o tempo, os alunos abstraem parte do conteúdo simplesmente ao identificar as cores nas quais estes são apresentados.

Organização docente

Se para os alunos as cores vêm a facilitar a compreensão, para os professores as cores permitem uma melhor organização do material e do programa.

Lições podem ser separadas em cores, a depender dos níveis, tópicos, épocas do curso e muito mais. As cores oferecem um método organizacional mais rápido e menos burocrático.

Incentivo à abstração

A utilização de cores, em lugar de conceitos formais e escritos, atua no sentido de incentivar e fomentar a capacidade de abstração das crianças.

Ao observar as cores sob diversos pontos de vista e atribuir a elas valores, sentimentos e reações, aprende-se a criar e comunicar melhor.

Eliminação de estereótipos

As cores têm significados que variam consoante o contexto e não possuem rótulos, naturalmente, da forma que estabelecemos para elas.

Vermelho, por exemplo, é uma cor comumente associada ao erro no ambiente escolar. Contudo, em outros contextos, pode significar paixão, vida, vibração e energia.

Ao aprender com as cores, a criança cria as suas próprias noções e referências para cada tom e cor, para além daqueles que lhe são impostos pela sociedade.

Carlos Matos

Carlos Matos é jornalista, designer, PHP full-stack developer e possui livros publicados nas áreas de empreendedorismo, marketing, segurança do trabalho e temas transversais na educação.